Fisioterapeutas, somos uma classe.

Chiropractor stretching a woman's arm in a room

Tenho observado ao longo de minha vida acadêmica e profissional que a conceituação política de nossa classe não é bem aceita pelos que a compõem. Observo alunos entusiasmados sentados nos bancos de faculdade ávidos por conhecimento, e fisioterapeutas ávidos por uma independência financeira que parece se concentrar em apenas “alguns” de nossa classe.

Acredito que o papel das ENTIDADES DE CLASSE NUNCA DEVE SE LIMITAR À CONGREGAÇÃO DOS PROFISSIONAIS, pois muitos desses ficam se perguntando “o que vocês tem feito pela gente” quando se encontram sozinhos no mercado, e enfrentando uma realidade que nunca imaginaram.

As associações, sindicatos e conselhos devem visitar as universidades mensalmente, alertar os alunos sobre os direitos e deveres de nossa classe, somente assim os futuros profissionais poderão se sentir mais a vontade na hora de pagar suas anuidades.

Devemos ser apenas “UMA CLASSE”, e não acadêmicos estagiando ilegalmente e profissionais cobrando valores que não condizem com suas necessidades. Somos um inteiro.

Um abraço,

Luis Henrique Cintra